domingo, fevereiro 21, 2010

FIXE!


Querem ver como se faz uma coisa destas?
Como é
Livre pode ver como se faz e caso esteja interessado até pode arriscar a voar mais alto...

Infelizmente, por enquanto ainda não se encontra a tradução para a língua inglesa mas pode encontrar aqui a versão original e aqui a versão na língua francesa.

Mais uma brincadeira com um de oito rotores.

Divirta-se.

PS: Já viram a velocidade destas coisas?
Principalmente do de quatro e seis rotores!?
Ah!, e aqueles Led's à noite deram umas ideias ao je...

sábado, fevereiro 20, 2010

O QUE É QUE GOOGLE ANDA A TRAMAR!?

Agora viram-se para a energia!?

Bem, sempre falaram em ter energia barata e renovável.

Bem, mas também falaram em ligar todo mundo e um cão, primariamente no mercado dos EUA, a velocidades bem apetecíveis...
Claro que é apenas uma simples coincidência e não os estou a ver a arriscar numa tecnologia que muitos experimentaram sem qualquer resultado digno de nota mas com este pessoal nunca se sabe.

sexta-feira, fevereiro 19, 2010

PROGRAMAS LIVRES ESTÁ DE VOLTA


Agora que tive um pouco de tempo para "respirar" apercebi-me que Programas Livres está de volta e, pelo que li, cheio de força.
Um projecto que não podia de modo algum "morrer".

Bom regresso.

terça-feira, fevereiro 16, 2010

MeeGo

Fruto de uma cooperação entre Nokia, Intel e Linux Foundation nasce o MeeGo cuja principal missão será a de uniformizar o universo "Linux", de forma a criar uma plataforma que atenderá a "tudo e mais alguma coisa". Para já, "apenas" inclui a união entre Maemo e Moblin mas a efectiva presença neste processo da Linux Foundation poderá significar futuras adesões a este ambicioso projecto.

De facto, há muito tempo que se vinha pressentindo um "casamento" entre vários projectos que se encontravam praticamente parados após o momento de aceleração inicial como é o de Moblin o qual, após um boom em que tudo parecia caminhar no bom sentido, embora vindo da Intel, estagnou de tal forma que nem sequer tiveram a dignidade de elaborar drivers para alguns dos seus próprios chips gráficos, dando razão àquilo que muitos diziam desde o início - a Intel apenas está a jogar de forma a dividir a comunidade, única e exclusivamente interessada em manter o monopólio Wintel.

Pessoalmente, sempre acreditei que a Intel nunca daria este passo caso não tivesse a pairar a ameaça de plataformas concorrentes e como tal teria todo o interesse em promover outras "alianças" mesmo que tal significasse ir contra o grande monopólio vigente. Porém, quando comecei a ler que a Intel se recusava a fornecer drivers dos seus próprios chipsets para a sua própria plataforma comecei a dar razão àqueles que desde o início se recusaram a acreditar que a Intel pudesse algum dia modificar a forma obscura com que lida com todos os que não tenham Microsoft no nome. Felizmente, parece que tenho razão e que a Intel já começa a compreender que grande parte do futuro assentará de qualquer forma em "Linux", tendo neste momento que dar o "litro" para acompanhar a concorrência, concorrência esta que teve resultados muito para além dos esperados como é o caso dos ARM e respectivos licenciados que depois de dominarem quase totalmente o mercado "mobile" se viram agora para outras pastagens onde o domínio Wintel ainda é bandeira (por enquanto...). Certo é que a M$ já não pode esconder o desastre que aconteceu no mercado móvel e nem mesmo as grandes parangonas a anunciar uma coisa inventada à pressa e que ainda ninguém sabe o que é a pode salvar de uma tremenda derrota neste sector em que tento se empenhou, remetendo-se para uma mensal agonia de consecutivas descidas de tal forma que será brevemente ultrapassada por todos mesmo os que ainda andam nesta coisa há apenas alguns meses. No mercado dos pequenos portáteis a mesma agonia começa a anunciar-se e a oferta por outras soluções não Wintel começa a aparecer de forma evidente e com preços não tabelados pelo duopólio como vinha a acontecer até ao momento.

Como é óbvio, o poder de escolha sempre foi uma das grandes virtudes do mundo Livre e Aberto e uma tentativa de uniformização poderá à primeira vista que o mercado se irá unir em volta de apenas uma plataforma o que não é de todo desejável vindo de onde vier. Só que neste caso, para além de existir outras boas escolhas no mundo Livre e Aberto, acho que é preferível ter uma plataforma com o beneplácito da Linux Foundation do que ter duas plataformas em completa letargia, apenas anunciadora de uma morte esperada. Para além da "benzedura" da Linux Foundation, desta vez existe realmente a "mão" desta Fundação contrariamente ao que acontecia até ao momento.

Para terminar, saliento as grandes vantagens deste MeeGo:
"* MeeGo was built for powerful next generation devices from the ground up; instead of a cell phone system trying to work in netbooks or a desktop system trying to work on phones, MeeGo has powerful computing in its DNA and will take advantage of new hardware form factors the industry hasn’t even dreamed up.
* It’s truly open, meaning it’s aligned with upstream components (like the Linux kernel, X.org, D-BUS, tracker, GStreamer, Pulseaudio and more) and takes full advantage of the open model. This reduces fragmentation and complexity for ecosystem partners and will make Linux as a whole stronger.

* Qt and application portability. Developers can target multiple platforms (Windows, Mac, Symbian, etc) and devices with a consistent application API and have them run across a broad range of devices. Consumers will want to access the same apps on various devices. Qt and MeeGo make that possible. Because it already reaches so many platforms, Qt is a safe bet for developers. Because it is already well used, it will make it easy to bring many apps from Windows and the Mac over to Linux.

* Cross-device support. Closed platforms (like Apple’s iPad) drive up costs for consumers and limit hardware choice. MeeGo is multi-architecture and can power a broad range of devices from your TV to your car to your pocketable computer to your phone. Consumers can keep their apps and use different devices from different producers."

Ou, muito simplesmente - "more magic to Linux"

segunda-feira, fevereiro 15, 2010

domingo, fevereiro 07, 2010

"LINUX"...

[namorada@tenda ~]$unzip
[namorada@tenda ~]$touch
[namorada@tenda ~]$finger
[namorada@tenda ~]$mount
[namorada@tenda ~]$gasp
[namorada@tenda ~]$yes
[namorada@tenda ~]$unmount
[namorada@tenda ~]$zip
[namorada@tenda ~]$sleep




RÁDIO BITAITES

O Sr. Marco não pára de me surpreeender...

No meio do meu espanto, como por exemplo conhecer "Yuri Honing Trio", nem uma referência ao grande Frank Zappa, nesta primeira (de muitas?) "emissão radiofónica"!?
Brutal!
Inacreditável!