sexta-feira, dezembro 12, 2008

100

Apesar de não estar de acordo com o que muita gente por aí diz e de achar intragável a maioria dos filmes de Manuel de Oliveira que deixo aqui registados os meus sinceros parabéns pelos cem anos de vida.

Claro que após ler algumas críticas proclamando-o melhor que Bergman sou obrigado a concluir que o defeito é meu. Pronto, gosto do que gosto e não sou hipócrita ao ponto de o esconder e dizer amén apenas para seguir o caminho que os "entendidos" resolveram marcar.

Contudo, este é dos tais casos em que detesto muita coisa mas também adoro muita coisa mas fundamentalmente presto a homenagem ao Homem e às suas ideias.

Mais umas vez, parabéns.

1 comentário:

mbarreto disse...

Para ser sincero, tentei por várias vezes ver um filme do sr Manoel e tentar descobrir o tal encanto. Mas normalmente saía sempre nas primeiras oito horas de filme e nunca chegava a assister ao clímax da acção... :)

Abraços