quarta-feira, novembro 11, 2009

PAREM AS MÁQUINAS!

Eis porque as patentes são uma merda!

Mais uma aberração do monopólio M$, ajudado pelo USPTO, que a todo o custo quer travar tudo o que é concorrência.

Espero que o caso Bilski se venha a tornar no funeral das patentes sobre software porque de outra forma o poder dos $$$ da M$ cega completamente os analistas do USPTO.

Como se pode esperar, a M$ vai tentar vir a terreiro desculpar-se com "é para protecção" mas de facto o que acontece é que nos bastidores vai cobrando pelas patentes que nunca inventou e noutros casos cobra descaradamente por patentes sobre coisas como o long-filename.

Espero que na Europa alguém esteja a ver estas manobras e não se deixe embalar por comités ocupados por figuras-chave da M$ que atravessaram o Atlântico para virem mandar nesta Europa que agora dizem ser Unida.

PS: Para aqueles que não sabem o que "sudo" quer dizer basta dar um saltinho até à Wikipedia

4 comentários:

Carlos Martins disse...

Mas, ao isso já existir e estar implementado há décadas, não deita por terra qualquer tentativa de "patenteamento"?

De resto... é mesmo um grande WTF! :/

jocaferro disse...

Justificar "prior art" é matéria sempre difícil e que custará milhões no caso de alguém ser acusado.
Para além desse pormenor, os tribunais dos EUA aceitam praticamente tudo quanto lhes atirem e neste caso a M$ pode sempre atirar areia para os olhos com alguma dúbia interpretação do texto desta patente.
O que é facto é que o monopólio se vai safando das acusações e mesmo julgado e incriminado lá vai adiando a coisa até aparecer alguém que lhe faça o jeito ou tenta um acordo extra-judicial.
É o poder dos $$$ ganho através de um monopólio abençoado pelos governos dos EUA, $$$ esses que lhes deram um enorme poder político em quase todo o mundo ou seja uma nova forma de impor o colonialismo.

Vamos ver o que dá o caso Bilski lá para Junho de 2010.

@braço.

Luis Miguel Silva disse...

Pior é que eles, na realidade, não permitem um processo baixar os privilégios, ou melhor, não da mesma forma que o "sudo" do Unix.

É que, no caso de sistemas Microsoft, tens sempre de saber as credenciais do utilizador! Ou seja, é o "sudo dos pobres" :o)

Não há grande diferença entre o "sudo deles" e fazer uma ligação ao sistema autenticado como outro utilizador (que é o que, na realidade, acontece).

Hugz,
Luis

paranoiasnfm disse...

Esta Microsoft tem cada uma...
Grandes sacanas!
Arranjam sempre maneira de ganhar mais dinheiro.

Nojentos mesmo. Mas, ao mesmo tempo, espertos.


PS:
Obrigado

Abraço