domingo, novembro 02, 2008

NOTÍCIAS EM DIA

Ontem foi dia de andar a dar uma volta nos sites das Agências de Notícias, Rádios e TV.
Para mim, fica mais fácil ler as notícias que eu quero sem ser obrigado a levar com aquelas "tais" notícias que não interessam a ninguém, mesmo que não sejam frescas.
No actual momento tenho-me prendido com especial atenção ao que se passa no mundo financeiro/económico e é justamente devido a uma notícia do BES que estou a gastar um pouco de espaço de armazenamento nos servidores Google.
Então não é que o Banco Espírito Santo apresenta umas centenas de milhões de Euros de lucros e, segundo as palavras do presidente, irá de qualquer forma recorrer ao "empréstimo" do Estado!?
Segundo as suas palavras, apesar do banco ter lucros e de estar numa situação perfeitamente consolidada sem qualquer problema de liquidez, como se poderá ver nos lucros obtidos, irá recorrer deste "empréstimo" porque os outros bancos também vão!
Ainda segundo o sr. presidente, como os outros bancos também vão, o BES pode perder a sua capacidade competitiva e ficar um pouco para trás na corrida, em relação aos outros!

Esperem!
Importa-se de repetir!?
É que há coisas que eu não consigo entender. Julgava eu, na minha ingenuidade, que o aval do Estado à banca se deveria a um recurso extraordinário com o intuito de salvar o sistema financeiro!
Salvar não é uma palavra vã. Para mim salvar é mesmo salvar ou seja dar a mão a quem se está a afundar!
Pois, afinal parece que não!
O que me parece neste caso, é que uma entidade bancária irá aproveitar-se de uma situação para eventualmente competir com os outros e atente-se que essa competição será contra os outros que estão à beira da falência ou que irão ao charco se o Estado não lhes der a mão.
Será que o Estado vai andar por aí a espalhar dinheiro para que alguns bancos recuperem os fabulosos lucros que vinham apontando?

Julgava eu que a banca iria falar em recuperar os prejuízos!
Sou mesmo ingénuo!

Sinceramente não percebo. Não haverá qualquer mecanismo de controle que impeça os bancos de se aproveitarem desta fraqueza!?
Será que o aval do Estado se destina não a salvar o sistema financeiro mas sim contribuir para maiores lucros da banca?
Será que esta injecção apenas servirá para que alguns bancos, recorrendo ao dinheiro do Estado, se tornem ainda mais competitivos e com toda esta competitividade afundarem uns outros que eventualmente não tiveram essa mesma hipótese!?
Mesmo com esta crise será que o mundo financeiro ainda não aprendeu!?
Como é que querem que alguém confie que toda esta crise irá passar e não voltará a repetir-se!?
No fundo o que isto traduz é a certeza que muitos analistas já escreveram e disseram perante esta crise:
- As entidades financeiras irão em primeiro lugar tentar dar aos seus accionistas os lucros perdidos;
- Existe a certeza por parte dos financeiros que o pobre é honesto e irá a todo o custo tentar pagar as suas dívidas. Logo, será sempre o pobre a pagar a dívida o que se traduz em pobres cada vez mais pobres e os ricos num curto espaço de tempo a recuperarem os fabulosos lucros que obtinham no passado - logo cada vez mais ricos!


Ou será que eu estou a ver mal este filme e a criar uma tempestade num copo de água?

2 comentários:

Cafonso disse...

Olá José,

Ao menos nos EUA alguns bancos vão aproveitar alguns dos 700 000 milhões para pagar 169 000 milhões de dividendos.

O dinheiro não parece destinado a salvar as instituições e os desgraçados dos seus clientes.

Bruno Miguel disse...

Está longe de ser uma tempestade num copo de água. Os bancos que não necessitam disto deviam ser barrados de o pedir, porque não é por aí que vão ficar em desvantagem - os outros é que estão e estão a tentar ficar em pé de igualdade.