segunda-feira, julho 02, 2007

QUE FUTURO PARA AS DEMOCRACIAS?

Que futuro?
A palavra democracia encerra em si uma tremenda carga de subjectividade. Hoje em dia é perfeitamente normal ver alguém a dizer mal de outra pessoa, e com este dizer mal quero dizer "filho da puta" e coisas do género, e aquando da legítima pretensão do atingido em levar o caso para a justiça, andar a reclamar o seu "legítimo" direito democrático.
Analisando este episódio poderíamos facilmente entender que a palavra democracia é muito subjectiva.
Claro que é, que ninguém tenha dúvidas.

1. Quando alguém está a ultrajar outra pessoa está a usufruir da democracia, pelo menos enquanto o puder fazer livremente. No entanto, e muito embora este acto tenha sido executado num regime democrático, o indivíduo não se pode abstrair das suas responsabilidades;
2. Quando o atingido segue com o processo para a Justiça, também está a exercer o seu direito democrático;
3. Alguns saem logo a terreiro com os habituais chavões, logo também inseridos dentro da malha da democracia;
4. O caso vai para Tribunal. E será aqui o culminar deste processo democrático. Independentemente do resultado todas as partes terão que aceitar a decisão do Tribunal. Esta obrigatoriedade será porventura uma acto anti-democrático?
Talvez, mas modernamente não há democracia que resista sem o cumprimento da Lei.

No estado actual da sociedade não prevejo grande futuro para a democracia enquanto não assistirmos a uma grande revolução.

Não há democracia que resista a uma sociedade subjugada pelos interesses económicos em que 95% do Povo é subjugado para que os restantes 5% continuem a acumular cada vez mais riqueza.
E o que fazem com esta riqueza?
Dominam a seu belo-prazer tudo o que passa neste planeta.
Estão bem enganados os que pensam que os Governos mandam. Nada mais falso. O grande poder, na presente sociedade, é sem dúvida o dinheiro.
São estes interesses que devoram a selva amazónica, exploram desenfreadamente o subsolo, moldam a natureza com selvas de cimento e alcatrão, poluem mortalmente as águas, escravizam continentes segundo a sua vontade e por aí fora.

Também não há democracia enquanto 3+1 indivíduos decidirem o que é bom ou mau para um país soberano. Pessoalmente eu não acredito que exista democracia enquanto não for feita a Justiça de sentar estes 3+1 na banco dos réus a responderem pelos crimes que cometeram contra a Humanidade.

Como não poderia deixar de ser deixei para o fim o tema:
-Malhar na minha "querida" M$;

Tudo o que aqui ficou dito anteriormente aplica-se à M$. Ninguém tenha qualquer dúvida que esta companhia faz parte dos maquiavélicos planos dos EUA em controlar todo o mundo.
Além de conseguirem sobreviver à custa de mirabolantes esquemas financeiros em pirâmide sem nunca terem sido beliscados Tesouro, exactamente o mesmo que espeta na prisão o cidadão que comete um erro no preenchimento da folha de Impostos, continuam a usufruir, principalmente durante o reinado de Bush, de total imunidade. E o que contribui para essa imunidade?
Os muitos milhões de $$$ que tudo compram e todas as leis atropelam.
Felizmente a revolução está aí e o desespero do ditador é cada vez mais patente.

Pessoalmente não acredito que o Humanidade esteja preparada para viver em pelna Democracia. Haverá sempre alguém a tentar destruir todas as conquistas feitas pelo Povo.
Só não compreendo é porque existe gente assim. Bastaria relembrar-mo-nos de vez em quando que estamos apenas de passagem e que somos mortais. Ninguém é imortal e as honrarias de agora de que servirão no único espaço de tempo em que somos todos iguais?
É que é mesmo isso. Somos todos iguais apenas em dois momentos - antes de nascer e depois de morrer.

3 comentários:

Mind Booster Noori disse...

Boas,

Concordo contigo quando dizes que vivemos numa
sociedade subjugada pelos interesses económicos em que 95% do Povo é subjugado para que os restantes 5% continuem a acumular cada vez mais riqueza,
se bem que infelizmente duvido que sejam 5%, temo que seja menos ainda...

A questão que levanto é: será que é mesmo verdade que isso é uma democracia? Efectivamente uma sociedade como a nossa não tem futuro enquanto democracia, mas parece-me que, enquanto vivemos toldados com um conceito (ou com a ilusão) de que vivemos numa democracia, já à muito vendemos a nossa democracia a troco de uma posição no mundo capitalista, e hoje em dia vivemos numa oligarquia.

Na minha opinião, uma das coisas necessárias para mudar tudo isto - para melhor - terá de passar por, em primeiro lugar, tentar abrir os olhos às pessoas, mostrar-lhes que hoje em dia já não vivemos em democracia.

Anónimo disse...

A democracia, tal como o "filho da polis" imaginou, nunca foi plena em tempo algum.
Logo após a constituição dos "demos" alguém pensou que qualquer cidadão com plenos poderes de mandar era um erro e que apenas com uma selecção dos (melhores) elementos dos demos seria viável.
Aliás, a "democracia" inicial enferma do pecado original ao deixar de fora as mulheres e os escravos, representando apenas uma minoria do "Povo".

Também concordo contigo no exagero dos 5%. Mas os números oficiais são efectivamente esses, ou seja, a soma das riquezas deste grupo é superior à soma do resto do Mundo...

@braço.

jocaferro

nuno pinheiro disse...

sobre os 5%....
hipocrisia total a nossa quando alguns se levantam contra a globalização e contra a china quando por metodos menos sociais implementa comptetividade economica que vem dar cabo da grande classe media mundial e consumidora do mundo .... a europeia e norte americana.
esses 5% não são dinheiro cash. é acções do valor das empresas considerado.... empresas essas que em alguns casos são o motivo da saúde de muitos países, (nokia any one?).
Eu não sou apologista das grandes empresas quem me conhece sabe que muito pelo contrario, sou sim contra simplificações deste mundo que convêm apenas a outros com modelos "iluminados e bons"......