terça-feira, março 11, 2008

+ 7 PECADOS MORTAIS

Como já eram poucos e atendendo à globalização eis que o Vaticano actualiza a listagem dos pecados mortais e acrescenta os seguintes:
- Poluir;
- Engenharia genética;
- Ser obscenamente rico;
- Passador de droga;
- Aborto;
- Pedofilia;
- Causar injustiça social.

Concordo mas duvido que alguém escape principalmente quanto à primeira. Quase apetece dizer:
- Quem não é poluidor que atire a primeira pedra.

Engenharia genética - provavelmente existirá uma definição mais completa e que consiga equilibrar esta definição. A engenharia genética tem sido utilizada ao longo de tempos imemoriais e provavelmente nem todas se enquadram neste "pecado".

Aborto - nem vale a pena estar a falar. A posição da Igreja (*) é por demais conhecida e nem vale a pena estar com grandes rodeios. Democracia é uma palavra que não consta no dicionário do Vaticano. Vale pela coerência.

Causar injustiça social - Ui. 99% dos políticos vão direitinhos para o Inferno...

Ser obscenamente rico - Ficou para o fim porque deverá ser aquela que mais dificuldades tenho em perceber. A questão que imediatamente me assalta é:
- O que é ser obscenamente rico?
Serão os 10 homens mais ricos do Planeta ou a lista poderá prolongar-se até aos 100 ou ainda aos mil. No meu ponto de vista, todos os homens e mulheres que sejam, por exemplo, 1.000 mais rico do que um pobre (como eu) é uma obscenidade de todo o tamanho.

Quanto a esta última questão, mal a li, visualizei imediatamente uma pessoa.
Não sei se aconteceu isto a toda gente mas parece-me que não devo ser um caso isolado...

10 comentários:

brunomiguel disse...

Religião == Política
Como a religião é política, tem que ter um bom departamento de RP, que quase de certeza criou estes novos pecados mortais.

Se ser obscenamente rico é um pecado mortal, será que o pessoal do vaticano vai para o inferno? E se a pedofilia também o é, isso quer dizer que perto de metade dos padres tem lugar marcado em terras de lúcifer?
E já de agora, se causar injustiça social é um pecado mortal, isso quer dizer que a igreja toda vai arder no fogo dos infernos?

Quase que aposto que não sou a única pessoa com estas dúvidas...

Francisco Costa disse...

Olha o Joca afinal fala de outra religião que não tem nada a ver com Linux...
Eu como católico praticante, mas muito crítico, acho interessante mais estes 7 pecados capitais.
Parece que há gente lá para os lados do Vaticano não tem que fazer e se lembrarem desta...
Se olhassem para o mundo mas com olhos de quem deseja corrigir o que está errado começavam por eles mesmos.

RedTuxer disse...

E o Papa decidiu inflacionar os pecados mortais a mando de quem? Querem ver que Jesus mandou-lhe um email a informá-lo das alterações? Pera aí, mas Jesus não é deus...
Que confusão me assalta os neurónios...

jocaferro disse...

@francisco costa:
Estes novos pecados não passam de inflação.
No fundo, os existentes abarcavam todas estas situações sem as pormenorizar.

A grande curiosidade é saber se Gates é "bom" ou "mau". Se por um lado segue os ensinamentos divinos e ajuda os mais necessitados por outro é podre de rico. Decisão difícil para S. Pedro, não é?

@braço.

ArameFarpado disse...

A engenharia genética é e será necessária se é que um dia queremos saber quais as causas reiais do cancer (n
ao as tangas que nos impingem agora) e como evitá-lo/corrigi-lo...
Irá também resolver casos de amputações, malformações de nascença, etc...
E para que isso se consiga será necessário fazer experiências com genética.

paranoiasnfm disse...

O primeiro um dos mais importantes e falados do momento.

A engenharia genética? Se for para bons fins, apoio.. e com muitos pontos para abordar.

O ser rico, também.

E os restantes, logicamente que o são também.
Era suposto ter falado de cada um deles, mas o sono já aperta. lol

@braço

Vera Lucia da Rosa Godinho disse...

RIDICULO!

pclvarela disse...

Bom post, mas olha, não se chamam pecados capitais? É que são coisas diferentes...

jocaferro disse...

Realmente, eu aprendi mortal ou capital e recorrendo ao dicionário da Priberam pude constatar que eram exactamente a mesma coisa mortal = capital.
Assim, tanto poderia colocar capital quanto mortal. Optei por esta última forma mas sem qualquer razão aparente.

@braço.

Majestade disse...

a igreja é obscenamente rica... dá que pensar não dá?