segunda-feira, junho 08, 2009

ELEIÇÕES - EXISTEM COISAS QUE NUNCA MUDAM...

Em primeiro lugar, notei com especial satisfação o facto de todos os partidos ganharem!
Ou melhor, todos menos um. Pudera, com o rotundo cartão vermelho que o povo português o brindou...

No meio desta euforia ganhadora, saliento aqui o chorinho de Paulo Portas, provavelmente fruto da emoção de ter ficado em último (dos 5 principais...) mas apesar disso ter ganho!
Há coisas fantásticas.

Calculo a choradeira se o Paulinho das Feiras obtivesse o retumbante resultado do irmão/BE, este sim o único que pode dizer que ganhou!
Ou melhor, deu uma autêntica banhada em todos os outros, com o impressionante resultado de 3 deputados eleitos!
Parabéns rapaziada!

Claro que não podia deixar de lado o PCP/CDU que também está de parabéns. embora o resultado não se equipare ao do BE o que é facto é que este partido, que já teve o carimbo de moribundo, provou que ainda está aí para as curvas.
Motivo de regozijo - BE + CDU > 21,4%!
Em Portugal!
Verdadeiramente inaudito.

Do PSD nem vou falar. A vitória nestas eleições foi realmente a nota máxima num resultado que até nem foi por aí além não fora a hecatombe nas hostes do PS.
Interessante, a repetição sistemática dos jornalistas de serviço da RTP1 em salientar os cerca de 40% da união PSD+CDS-PP e numa nova aliança que andaria perto da maioria absoluta e o notável esquecimento a que foi votado o resultado da esquerda que ultrapassa os 47%!
Meus senhores e senhoras da RTP1 - qual o vosso interesse nessa aparente amnésia matemática?
Ou são assim mesmo - tão maus a fazer contas?
Sinceramente, não consigo perceber a razão porque este canal trata tão mal o significativo e real, diria mesmo brilhante, resultado do BE e um pouco da CDU, ofuscando-os completamente com matemática da treta. Foram mesmo tão longe que lhes escapou a conferência de imprensa do líder do BE da qual deram um resumo cortado enquanto por outro lado andavam uns tolos a correr atrás de Santana Lopes!
Depois, ainda por cima, aparecem com umas desculpas esfarrapadas!
Meus senhores da RTP1 - o BE foi o 3º maior partido nestas eleições!
Quanto mais não seja, tem que respeitar a opinião dos portugueses e mostrar aqueles que devem ser mostrados ao invés de andarem feitos uns palermas a correr atrás de umas palavras de um político que simplesmente não "existe" nestas eleições!

Ora, sobra o PS. O grande derrotado da noite!
Pessoalmente não esperava este resultado, muito embora o desejasse!
Espero que a lição tenha ficado bem aprendida e que os meninos se esforcem muito mas mesmo muito para o bem do país. Sim, falo das mentiras, falsas promessas e negócios escuros que por aí proliferam. É que como já viram ninguém acredita no que dizem.
Ainda quanto ao PS, lastimo a infeliz escolha do cabeça de cartaz principalmente sabendo qual a sua opinião em relação aos Açores e aos açorianos o que não indica nada de bom nas importantes discussões que se irão travar.

Infelizmente, gostaria de salientar os cerca de 4 em cada 5 (Açores) e 2 em cada 3 (continente) de não votantes. Pessoalmente, penso que a grande maioria do pessoal se está a cagar para a Europa e que os Euro-deputados agora eleitos deveriam ter isso em consideração. Sim, no fundo vão para lá "apoiados" por uma pequena minoria...

Única nota digna de riso nesta noite "especial" da RTP1 - a fantástica demonstração da fiabilidade de um brinquedo tecnológico que por lá apareceu. Calculem lá de quem era aquela coisa que infelizmente teve um erro de "comunicação"...
Nada a que não estejamos habituados no dia-a-dia...

15 comentários:

Ricardo disse...

Tirando-te rapidamente a duvida das somas apresentadas por vários canais ontem ( e não só a RTP ) sobre PSD+CDS e não terem referido as contas PS+BE+CDU+PEV a resposta é muito simples:
Achas que é mesmo possível existir PS+BE+CDU ?
Achas que é possível existir BE+CDU ?
Penso que têm politicas muito distintas e rumam caminhos diferentes... mas tu como fã destes partidos deverias saber isto melhor... ou só és BE porque és do contra ?

Carlos Martins disse...

O Surface crashou em directo?
Alguém tem vídeo disso? :)

Francisco Costa disse...

O povo não quer bloco central.
Os votos que divergiram para a esquerda e a direita mais afastadas do PS e PSD demonstram isso.
Enganam-se os que pensam que isto vai lá com bloco central.
No meio já andamos há muito tempo (no meio da merda). Isto não vai lá com um PSD no governo e PS como oposição ou vice-versa, isto só vai lá quando o governo tiver que negociar com uma oposição que esteja mais afastada do bloco central.
Cada vez mais vejo governos de esquerda com politicas de direita e vice-versa.
Os governos passaram a ser uma salgalhada ideológica.
Não aprecio ideologias rígidas, mas promiscuidade de ideologias também é muito mau.
Prefiro um debate ideológico onde surjam novas ideias ou cedências de parte a parte.

jocaferro disse...

@Ricardo:
Não só é possível como realmente existem!
Por acaso falei em uniões!?
Como me parece esquecer aquilo que também escapou aos "jornalistas" é que a AR seria constituída por mais de 47% dos votos dos outros que não PSD + CDS-PP!
Penso que o Ricardo terá a veleidade de acreditar no Pai-Natal e ao mesmo tempo imaginar que estes partidos iriam alguma vez viabilizar qualquer intenção que subisse à AR!
Para a próxima pense um pouco antes de escrever, ok?
Já que falo em pensar, também lhe aconselho o mesmo em relação à minha provável filiação no BE. Provavelmente a sua base de dados lhe dará o resultado correcto - basta pesquisar um pouco.

Enfim...

jocaferro disse...

@Carlos Martins:
Não crashou. Apenas não funcionou. Ou melhor, deu um arzinho de graça no fim...

Segundo o Sr. Director da RTP1 - devido a falta de comunicação...

Pois, pois...

Ando a ver se consigo o vídeo do "especial" Europeias.

@braço.

Francisco Costa disse...

Não via a cena do crahs do surface, mas se alguém arranjar o video ou o link não se esqueçam que quero ver isso... LOL

João Sousa disse...

Permito-me uma correcção: o resultado combinado da esquerda foi de 21% e não de 47% - a não ser que se incorra no engano de considerar este PS como sendo de esquerda.

Em relação à RTP não ter apresentado o resultado combinado PS+BE+CDU (ou combinações do primeiro com cada um dos outros), acredito que se deva a senso-comum: alguma vez é possível imaginar Sócrates coligado com alguém?

jocaferro disse...

@João Sousa:
Permito-me?
Claro que lhe permito!

Permite-me?
Obviamente - não!

Então o PS é de direita?

Onde colocaria os 26,6% do PS?
Desapareciam...

"Em relação à RTP não ter apresentado o resultado combinado PS+BE+CDU (ou combinações do primeiro com cada um dos outros), acredito que se deva a senso-comum: alguma vez é possível imaginar Sócrates coligado com alguém?"

Mais um...
Por acaso leu o meu comentário à desastrosa "assunção" de "Ricardo"!?
Por acaso leu em algum lado algo parecido com "coligação"!?

Será tão ingénuo o ponto de considerar que PSD+CDS-PP com cerca de 40% dos votos formaria um governo estável face a uma oposição com 47%!?
É que foi exactamente isso o que os "jornalistas" de serviço, quiça antevendo uma mudança de patrões que lhes poria em risco os milhões que ganham anualmente, tentaram transmitir ao público.

Sugestão: leia novamente o meu post, ok?

jocaferro disse...

@Francisco Costa:
Estou a tentar sacar o vídeo.
Em abona da verdade o "brinquedo" não crashou.
Simplesmente - não funcionou!

Por acaso reparaste a que hora a RTP1 deu os primeiros resultados!?
Toda a gente à espera da 21H00 (nossas 20H00) que com toda a certeza traria uma avalanche de resultados e nada..
Todos os outros canais, rádio e internet a dar resultados e a RTP1 orgulhosamente só mais de 12 minutos...
Vou ver se arranjo o vídeo.

@braço.

Anónimo disse...

O caro jocaferro tem por hábito deturpar tudo o que é dito em favor da sua opinião pessoal, seja qual o tema a debater. Quero acreditar que não passa de uma técnica argumentativa ao invés de problemas mentais.

Já aqui foi dito por duas pessoas, mas eu reforço pode ser que veja alguma luz com a insistência.

Os jornalistas falaram do PSD+CDS porque segundo os resultados é a coligação mais próxima de fazer governo, porque a todas as outras são inverosímeis. Também está a par que a percentagem de votos não é directamente proporcional aos mandatos para deputados não está? Uma coligação entre PSD e CDS com 45% tem maioria absoluta mesmo com a esquerda com 55% dos votos. A ignorância é cega, a burrice só deixa ver em frente.

jocaferro disse...

"A ignorância é cega, a burrice só deixa ver em frente."

Exactamente!
Onde está essa coligação com 45% dos votos!?
O que eles falaram foi acerca dos cerca de 40% dos votos = provável governo!

De onde desencantou esses 45%!?

Os dois partidos em separado obtiveram cerca de 40% praticamente o mesmo que em 1999.
Em 2004 coligados como Força Portugal obtiveram 34%!
Chega como exemplo?

Veja lá se aprende a fazer contas. É que 5% é erro deplorável!

E eu é que ajusto os números à minha maneira!

Para a próxima vá chamar burro e ignorante à figura que vê no espelho!

Anónimo disse...

Os 45% foi um exemplo de como não é preciso os 51% para uma coligação governar com maioria.
Os 5% que faltam é o mais próximo de qualquer outro cenário verosímil, daí os jornalistas falarem dela.
Peço desculpa pela minha presunção de que iria conseguir chegar a este raciocínio sozinho.

jocaferro disse...

Quais jornalistas!?
Verosímil!?

Vou-lhe informar de uma coisa:
- O verdadeiro resultado foi cerca de 40%!
E mais nada!

Também verdadeiro foi o resultado de cerca de 40% em 99, ano em que concorreram separados, e de 34%, em 2004, quando concorreram coligados.
Felizmente o povo sabe bem o que quer.
Estes são factos. Os seus imaginários abstractos não passam disso mesmo - abstractos.

"Peço desculpa pela minha presunção de que iria conseguir chegar a este raciocínio sozinho."
Não peça desculpa. Não tem culpa de eu não conseguir "ver" o futuro e a imaginar 5% onde eles não estão.
Sabe, é que a minha mente tem a mania de lidar com factos. Assim, andar a dar uma de visionário santeiro não faz o meu estilo.
Lamento ter que o desapontar mas alucinações não fazem o meu género.

E posso-lhe dizer mais - eu escrevi estas palavras e posso prometer, caso não me aconteça algo de grave, que cá estarei nas próximas legislativas para assumir o que disse. Infelizmente, no seu caso já não posso dizer o mesmo caso os seus visionários resultados não se venham a concretizar visto a sua preferência pelo anonimato. Nada a que não esteja habituado noutras "guerras"...

Anónimo disse...

Parece-me que se esqueceu de referir o facto de que não existe outra coligação com 40%. A não ser que imagine os 3 partidos de esquerda coligados, que para quem diz que não tem alucinações...

Portanto, os jornalistas, comentadores, etc..têm toda a legitimidade em falar no PSD+CDS porque segundo os resultados factuais seria a conjectura politica mais provável com ou sem maioria.
Não sabe fazer conjecturas com factos do presente e lições do passado? Leia o seu próprio blog.

Quanto ao meu anonimato é óbvio que sou pago pelo PSD quando fala de politica, já quando fala de tecnologia é a Microsoft que me enche os bolsos. A sua opinião tem eco internacionalmente e faz tremer qualquer uma destas instituições.

jocaferro disse...

Lá vem ele outra vez!

Agora são outra vez os 40%!?

Decida-se homem e não anda para aqui a bailar!
É que desta forma ninguém entende onde quer chegar.
Aliás, já é hábito recorrer a esta esguia forma de comentar...

Por acaso alguém o acusou de estar a ser pago pelo PSD!?
É fantástico como se declara nas suas intenções!
Quanto a ser pago pela M$, bem, parece-me um pouco incomodado. Como quem não deve não teme, lá saberá V. Exa. as linhas com que se cose...
Já agora, porque raio foi aqui chamada a sua querida M$!?
Provavelmente pelo retumbante sucesso que foi aquele caixote que segundo alguns:
- "Retrata fielmente a tecnologia de que a Microsoft é capaz de atingir"!
Parece-me incomodado, não!?

"A não ser que imagine os 3 partidos de esquerda coligados, que para quem diz que não tem alucinações..."
Essa imaginação é apenas sua!
Como tal, veja lá a quem serve o rótulo de alucinado!
Também como é costume, lá vem V. Exa. colocar palavras na boca de outros.
Porque é que aje desta forma?
Não tem argumentos mais válidos do que colocar palavras onde elas não estão?
Na dúvida da sua real capacidade de conseguir ler aquilo que escrevo, vou-lhe mais uma vez, já que não resultou da primeira vez, fazer um desenho:
- PSD+CDS com 40%. Restantes partidos com o restante. Para que precisa a oposição de se coligar!?
Deveria ser interessante ver quanto tempo aguentaria um governo destes.
Se foi para rir esqueça. O assunto é sério de mais para V. Exa. pretender inclui-lo no anedotário nacional!

"Não sabe fazer conjecturas com factos do presente e lições do passado? Leia o seu próprio blog."
Com factos presentes e do passado?
Factos?
Claro que sim.
Adivinhar!?
Claro que não.
Então diga-me lá quais são os factos que dão origem à sua suposição dos 45% para uma coligação PSD+CDS-PP!
Ou então, já que a sua invenção dos 45% falhou redondamente, elucida-me lá como é que alguém consegue fazer aprovar alguma coisa com apenas 40%!?
Claro, que falo de factos, palavra que parece não vir no seu dicionário.

"A sua opinião tem eco internacionalmente e faz tremer qualquer uma destas instituições."

Obrigado. Não me tinha em tal conta!
Também não me tinha em conta de o incomodar.
Depois de se armar em santeiro, imaginar palavras nunca ditas que provavelmente apenas as consegue ouvir no seu cérebro, inventar números em que ninguém falou, ter a veleidade de representar os jornalistas da RTP-1, etc, etc., vem agora com tremuras?

Realmente parece-me um pouco preocupado apenas nas tremuras das instituições e não em negar a sua paranóica obcessão e a estranha mania de perseguição de quem lhe paga ou não. Por mim até poderia ser pago pelo Papa - não me diz rigorosamente nada!
Pior é quando me acusa de dizer que fou eu quem disse tal coisa!
Como tal não aconteceu, resta-me conjecturar que V. Exa. parece-me mesmo incomodado pelo seu "facto" inventado. Pode ficar descansado que a ninguém interessa saber de onde lhe vem os rendimentos, exceptuando claro as "Finanças".
Enfim, mais alucinações...