sábado, agosto 16, 2008

NOVOS COMPUTADORES DA DELL - TODOS COM "LINUX"!






Quem comprar um computador DELL não conseguirá escapar ao "Linux".
As novas linhas de computadores irão dar o mote para esta autêntica revolução!

Não, não estou a delirar!

É assim - como a DELL sabe que cerca de 90% dos computadores demoram décadas a arrancar e a disponibilizar-se inteiramente ao seu utilizador resolveu, e muito bem, incorporar um sistema de arranque extremamente rápido de forma a que o utilizador possa imediatamente utilizá-lo. Por enquanto ainda não descobri muita informação acerca desta tecnologia - Latitude-On - mas até parece o Splashtop da ASUS. Atenção que pode parecer mas nao ser...

Para o utilizador, para além da vantagem de ter disponível de imediato o seu computador existe ainda uma outra vantagem principalmente aqueles que gostam de pensar em proteger o Planeta que iremos deixar em herança para as gerações posteriores - uma carga de bateria pode durar para dias de trabalho em vez de umas meras horitas. Segundo me pareceu serão 19 horas de uso consecutivo!
Também aqui me parece que existe uma preocupação ambiental digna de nota e é com extrema satisfação que reparo que "Linux" está por detrás disto. LINUX (LOW)POWER ROCKS!

Por aquilo que compreendi carrega imediatamente um browser baseado no Firefox, leitores de documentos tipo Office e pdf, acesso ao e-mail e mensagens intantâneas, e mais umas coisitas que satisfazem mais de 90% daquilo que os utilizadores necessitam diariamente de fazer com as suas máquinas. Como se pode ouvir no vídeo, apenas não foi pensado para os jogos...

A ASUS começou com esta moda com o seu Splashtop, anda muito atrevida já que também começou com o eeePC, e seguindo-se agora a DELL a enveredar pelo mesmo caminho arrisco-me a opinar que não tardará muito para que todos os outros fabricantes os sigam e que dentro de pouco tempo todos os computadores poderão estar a usar "Linux". Poderia ir um pouco mais longe e arriscar que os fabricantes irão tentar oferecer cada vez mais opções aos utilizadores e de tal forma que dentro de pouco tempo todos estarão maioritariamente a recorrer a esta tecnologia na maioria do tempo em que estão a usar o seu computador. Sendo assim, quem irá precisar de pagar mais de 1.000 €, apenas para engordar os discos duros dos seus computadores!?

Bons sinais para o mundo livre ao mesmo tempo que também são bons sinais para os amigos do ambiente.

Resta-me esperar para ver até onde isto vai chegar mas já fico satisfeito quando leio que a ASUS anda à "rasca" para repôr os stocks de eePC com "Linux" já que estes começam a esgotar com alguma facilidade. Sim, apenas com estes ou seja - apenas os equipados com "LINUX".

2 comentários:

paranoiasnfm disse...

DELL com Linux?

Agora é que está um bonito desafio à Microsoft.
A DELL que fabrica tanta máquina, ao passar para Linux, vai dar um "baile" ao senhor Gates.. sim, porque ele ainda continua lá.

Para mim não servia por duas razões:
- Não me entendo em Linux (muito menos tenho paciência para me habituar)
- Porque não foi pensado para jogos. :P

@braço

jocaferro disse...

O conceito da DELL é fantástico!
Não tenho bem a certeza mas acho que é assim:
- Insere um processador ATOM na motherboard;
- Este ATOM trabalha com uma distribuição Linux baseada no Suse;
- Durante o arranque se o utilizador quiser pode ultrapassar o boot do SO principal e optar pelo "Linux" o qual em poucos segundos fornece o essencial para uma utilização normal;
- Este "Linux" reside numa memória a qual também se encontra inserida na motherboard.

Claro que para actividades mais "poderosas" será necessário recorrer ao processador mais potente que tanto poderá ser um Windows ou um outro "Linux" (não sei se poderá ser o mesmo...).

Quanto ao não ter sido pensado para jogos, estás enganado!
Os "fabricantes" de jogos é que não pensam em Linux assim como em outras plataformas. No entanto já começam a aparecer muitos jogos que correm nativamente em "Linux" principalmente aqueles que são desenvolvidos com OpenGL ao invés das tecnologias proprietárias da M$. Como deves entender a M$ tudo faz para manter o monopólio e nem os jogos escapam à ditadura dos $$$!
Tens como exemplo aquela porcaria do Zune já que ninguém quer aquilo para nada, é vendido ao desbarato por essa net fora e apesar disso a M$ não desiste - anda a negociar com os principais estúdios conteúdo exclusivo (leia-se últimos e melhores títulos) para o tal de Zune. Não é preciso dizer mais nada pois não?
Se fores ver quem financia a grande maioria dos jogos deverá ser fácil concluir que certamente não quererão outras plataformas metidas ao barulho. É o poder do dinheiro!
Atenção que quanto aos jogos todos são culpados - cada um quer ter o máximo de títulos exclusivos para a sua plataforma!
E os melhores, como é óbvio.

@braço.

PS: Continua a andar de bicicleta. Ao menos aí és livre. :-))