sábado, agosto 02, 2008

PORQUE O LINUX NÃO VENCE NO DESKTOP - 2

Uma outra razão para o Linux não ser bem aceite tem muito a ver com as campanhas elaboradas pela M$ em que estão presentes todos os ingredientes desta receita.
Olhando para algumas demonstrações do marketing da M$ é notória a manipulação dos factos e a clara deturpação da verdade.
Não é pelo marketing em si mas sim pela forma como é feito. De uma forma grosseira onde se nota a dança dos milhões investidos para de uma mentira fazer uma verdade e de uma merda fazer um diamante.
Só que os tempos são outros e muita gente está a abrir os olhos pelo que já não acredita em tudo o que a M$ diz e afirma, existindo cada vez mais gente que até se está a marimbar e que opta por outra soluções que espero eu siga o caminho do Software Livre e Aberto.
Como já viram no nº 1 desta série, a M$ anda a comprar "estudos isentos" mas isto já não é de agora pois esta prática já tem um estatuto próprio dentro do monopólio. Há alguns anos atrás andou por aí a comprar imensos estudos "isentos", tão isentos que até houve uma firma de estudiosos que se voltou contra a M$ porque o estudo que fizeram não reflectia a realidade dos factos e apenas seguia uma metodologia imposta pela M$ favorecendo deste modo o monopólio e arrasando a concorrência. Foi uma manipulação dos factos tão nojenta que essa firma exigiu que o seu estudo fosse retirado da publicidade que já inundava todo o mundo.

Como estou com a corda toda e agora já ia por aí fora acho que é melhor fazer um intervalo e convidar-vos a um jogo. Inventei este jogo muito recentemente mas acreditem que no final irão maldizer o tempo que gastaram.
Não digam que não os avisei!

O jogo chama-se "É mais fácil apanhar um mentiroso que um coxo".
Não, não é nada disso. Não gosto!

O jogo chama-se "Apanhe a mentira do Mijava"
Também não gosto!

O jogo chama-se "Mijava - a verdadeira experiência"!
Deste já gosto. Faz sentido.

Ora, o enredo do jogo resume-se ao seguinte:
Uma determinada empre$a arranjou 120 cobaias humanas, fecharam-nas bem fechadas sob o mais cerrado segredo e torturaram-nas com uma porcaria qualquer que dá pelo nome de Mijava que não é mais nem menos que uma espécie de SO em travesti mode.

O que queriam provar é que aquela mistela, que a toda a força querem impingir como sendo algo parecido com um SO, é a melhor coisa que existiu à face da Terra depois de um barco à vela do séc. XVIII (*).

Lá estiveram os pobres coitados a sofrer à brava sob a carga de tão pesado castigo mas eis que finalmente tudo acaba.
Essa empre$a esfrega as mãos de contentamento e inundam os meios de comunicação social, de bolsos bem untados com os milhões de $$$ que estão em jogo, das fantásticas notícias que tem para transmitir - a experiência foi um sucesso!
Ide, horde de fiéis seguidores e espalhai a boa-nova. Nasceu uma estrela no firmamento!
E assim foi. A horde de fiéis e cegos seguidores lá foram espalhar a boa-nova e por todo o lado onde passavam davam conta do fabuloso sucesso da experiência.
De tal modo esta horde se empenhou que ao fim do primeiro dia já muitos dos arautos tinham acrescentado mais um pouco de "sal" para condimentar a coisa chegando mesmo alguns a extasiar-se em alucinações do género:
- "Eram 120 pessoas que antes só diziam mal do espécie de SO mas depois foi o wow ao descobrir como é que foram enganados";
Claro que isto não passa de ficção mas eles sentem-se felizes a manipular os factos. Queiram, sff, dar-lhes um desconto...

Objectivo do jogo:
Depois de toda a explicação dada anteriormente o objectivo deste jogo é fácil mas devo avisar que se pode tornar cansativo até dizer chega(!).
Vamos lá à acção:
1. Visite esta página que é o sítio oficial dos resultados desta experiência;
2. Procure onde quiser quanto tempo durou esta experiência. Anote porque mais tarde irá precisar desta informação;
3. dos 120 personagens iniciais vejam quantos faltam;
4. ouça com muita atenção o que cada personagem diz. De seguida diga quantos wow ouviram;
5. Onde estão os restantes comentários?
6. Depois de obtida a resposta ao item 5. saiba o conteúdo desses comentários. Faça uma pequena redacção com os excertos dos melhores.

Como estão a ver nada mais simples.

Dicas:
Ponto 3.
Conte os quadrados. Analise atentamente e vejam se encontram cromos repetidos. Este dado é muito importante e aviso desde já que pode adulterar o resultado final.
No caso de encontrar alguns cromos repetidos, subtraia ao número de quadrados e de seguida subtraia aos 120.

Ponto 4.
Que grande seca. com um pouco de paciência pode chegar a algumas "conversas" que lhe podem aliviar um pouco a seca e poderá mesmo passar um bom bocado a rir.

Ponto 5.
Esta vai ser a 2ª tarefa mais difícil. Poderá procurar no site oficial mas, devido a serem demasiado caústicos ao Mijava, o mais provável é já terem ido para o lixo.

Ponto 6.
Efectivamente o mais difícil de todos.
Não se aventure sem ter completado o Ponto 5. Como os comentários eram demasiadamente críticos, ao ponto de poderem desmontar esta autêntica palhaçada, o zeloso pessoal do Projecto Mijava teve o extremo cuidado de guardar no mais absoluto segredo todas estas informações sob pena de toda esta palhaçada poder ser desmontada e a verdade vir ao de cima.
Mas nunca se sabe. Este pessoal tem a mania de guardar tudo e podem ter a sorte destes depoimentos estarem a ser "cuidadosamente" guardados pelos SO desta empresa.
Ou se calhar não já que este site encontra-se estacionado num servidor Linux + Apache + Silverlight Java(**). Já devem ter aprendido que segurança para os utilizadores é uma coisa mas para eles próprios é outra e o melhor é prevenir...

(*) Este barco ainda vai dar muita história. Não perca os próximos episódios.
(**) - Desculpem o meu companheiro 2 x planetário, aqui e aqui, Bruno Miguel. Ele não sabe a história toda nem mesmo o nome correcto do Mijava. :-))

5 comentários:

Bruno Miguel disse...

José, não queres publicar a solução deste "jogo"? É que o site obriga à utilização do Flash e eu uso o Gnash.

trmanco disse...

"Mijava"

Muito bom, muito bom :)

Ricardo disse...

Eu cheguei a esta conclusão.

jocaferro disse...

@Bruno:
Desculpa mas não posso.
Tenho a intenção de colocar um post amanhã acerca deste assunto.
Entretanto posso-te dizer que desde que eu olhei a 1ª e agora já vi duas modificações em que saíram 2 pessoas.
Uma delas inclusivé era o personagem que tinha dito "wow". Talvez o tenham retirado porque era tão claro que se lhe atirassem com um peixe poder à cara ele diria na mesma - wow! (estás a ver o estilo, com gritinhos e tudo...)

@trmanco:
Estava para ser NonJave mas quando procurei no Google já alguém se tinha lembrado. Tive que me lembrar de alguma coisa para parecer que era uma história fictícia.

@braço.

PS: Dei um salto ao teu blog. Fiquei a conhecer mais uma paragem diária.

jocaferro disse...

Rectificação:
@Bruno - o resultado de ricardo (bytezone) está correcto. Por agora.
Demorei a colocar o comentário porque o GMail estava marado e só recebi o aviso agora.
Se deres um salto ao bytezone tens lá tudo explicado.

@braço.