segunda-feira, maio 28, 2007

apt-get

jocaferro@XXX:~$ sudo apt-get remove openSuse_10.2
jocaferro@XXX:~$ sudo apt-get install Ubuntu_7.04

Pois é!
Por enquanto vou deixar ficar assim. Quando a Novell se divorciar talvez instale novamente o Suse, que é o meu preferido diga-se de passagem.

20 comentários:

Bruno disse...

trocaste a luz (ligeiramente fraca, por causa das trevas que por ela pairam) pela luz. ao menos não mudaste para pior. hehehe

um abraço
Bruno

Anónimo disse...

Logicamente que eu também não fiquei satisfeito com o acordo da Novell, assim como a própria comunidade openSUSE, mas nós próprios nem sabemos bem o que está por detrás do acordo, agora ate se fala que a Novell tramou a microsoft.

De qualquer maneira não nos devemos esquecer o contributo que a Novell tem dado ao software livre.

E uma coisa é o SUSE Enterprise outra é o openSUSE, que pertence á comunidade e é apenas patrocinado pela Novell.

Mas se você quer boicotar os produtos que a Novell apoia então devia boicotar todos e não apenas o openSUSE.
Que tal deixar de usar o XGL? Sem a Novell não existia, graças á Novell temos hoje excelentes efeitos 3d, e tem sido também graças a isso que muitos instalaram o Linux.
E que tal deixar de usar o Gnome, o KDE, o OpenOffice, o alsa, o Beagle, o evolutio, o f-spot, o gcc, o gtk2, o Mozilla, etc....

Já agora deixo aqui a lista de projectos apoiados pela Novell:
http://en.opensuse.org/Novell_Supported_Projects

Bruno disse...

@anónimo
Esse meu artigo foi escrito por causa de várias coisas que li relacionadas com o acordo Microsoft-Novell. Depois de ter lido tudo, resolvi abordar o assunto desse ponto de vista e ver quais seriam as reacções.

jocaferro disse...

@anonimo:
O que são efeitos 3D, XGL, KDE?
Estou a brincar...

O post também foi a brincar. O openSUSE irá voltar a toda a força pois ocupa,indubitavelmente, um lugar muito especial a par com o Fedora. Por agora foi por uma questão de meios e ainda estou indeciso se o openSuse volta ao servidor, por troca com o PCBSD, ou se vai parar ao PC com (aham) o XP...
Quanto à Novell, estou cheio de fé que quando chegar o momento da verdade se assumirá como um dos maiores bastiões do SL/A, como eles já tiveram ocasião de transmitir - "vamos perder muitos milhões, podemos ir à falência mas estamos do lado da FSF e membro da OIN".

Anónimo disse...

@jocaferro

Não duvido das boas intenções do seu post.

Mas parece-me que à quase uma propaganda anti-Novell de certa forma injusta em muitos blogues.

O post pode ser a brincar, mas já que é utilizador do openSUSE, seria preterível falar do que de bom existe e se faz neste projecto do que digamos entrar num "bota a baixo". Daria assim um excelente contributo na divulgação desta excelente distro.
E ainda para mais, pelo que tenho visto, poucos ou nenhuns blogues agregados ao PlanetaGeek falam do openSUSE, dão todos muito mais ênfase ao Ubuntu, o que é pena, até porque acho o openSUSE bem melhor que o Ubuntu, mas isto é apenas uma opinião pessoal, e não quero entrar em conflito com os users do Ubuntu.

Cumprimentos ;)

Francisco Costa disse...

No meu portatil o OpenSuse ainda manda, como já tinha dito aqui num post, cheguei a instalar o Ubuntu 7.04, mas por diversas razões voltei a instalar o OpenSuse... a principal razão é que gosto mesmo do OpenSuse e ponto final.
A mim não me precupa muito o que se vai passar com a Novell e MS porque o OpenSuse é da comunidade, se a Novell por alguma razão morrer aposto que o OpenSuse continuará vivo e mais livre ainda... é claro que o patrocinio da Novell deve ajudar muito...

Bruno disse...

À uns tempos atrás, porque o Jocaferro estava sempre a escrever sobre o openSuse, decidi experimentá-lo. Gostei, mas não achei que o Gnome tão bem integrado como o KDE e por isso continuei com o Ubuntu. Acho o gnome mais user-friendly que o KDE, por isso é que uso o Ubuntu.

Anónimo disse...

Qual a versão do opensuse que estava a utilizar?
Eu nesta ultima versão (10.2) achei o Gnome muito bem integrado.

Já agora deixo aqui um link de uma análise feita pelo site clubedohardware.net
http://www.guiadohardware.net/analises/opensuse-10/


Cump ;)

p.s: Gostei do post apt-get-2 =P

Bruno disse...

Foi a 10.2. Acho que ainda têm que trabalhar mais um pouco a integração do Gnome; eu não vou muito à bola com o KDE.

Anónimo disse...

Eu por acaso achei o Gnome muito bem integrado no openSUSE, e o SUSE Enterprise penso que até só vem com o Gnome, ou pelo menos é onde eles mais apostam, e por consequência o openSUSE herdou esse visual do Enterpresie que penso que até chegou a ganhar um prémio qualquer.
Gostei do novo menu criado pela equipa da Novell e do Browser de Aplicativos.

De qualquer maneira quem preferir também pode utilizar o menu tradicional como na maioria das distros.

Quanto ao KDE também achei bem integrado e gostei igualmente do menu que eles criaram (também opcional),

O único problema que eu encontro nesta versão é a gestão de pacotes do yast que é um pouco lento, embora tenha melhorado em relação à versão anterior, em principio esse problema estará resolvido na próxima versão do openSuse.

De qualquer maneira quem preferir também pode utilizar o apt-get ou o smart (é o que utilizo) como gestor de pacotes.

Bruno disse...

apt-get no openSuse? pensava que era só para debian ou debian-likes.

Não gostei do menu do gnome que vem com o openSuse. Acho que complica mais que o menu principal e a barra de menus do gnome.

jocaferro disse...

O meu eleito é o Smart. Tempos houve em que apostava que o Smart iria ser a "tal" ferramenta de eleição para todos os Linux. Esta aposta saiu furada mas na parte que me toca continuo a achar que é o melhor.
Quanto ao Gnome, gosto mais do "modelo" Ubuntu do que o do Suse mas prefiro o do Suse porque já estou muito habituado, diria viciado.
@braço.

jocaferro disse...

Quanto à nova versão 10.3 é muito instável.
É de esperar quando se aposta nas futuras, leia-se instáveis, versões de quase todo o software. Por agora é futuro mas para Setembro já deverá ser realidade e aí a performance/estabilidade deverá estar optimizada.
@braço.

Anónimo disse...

Sim, de facto o apt-get pode ser instalado no openSUSE, se quiser mais informações pode ir ao forum da comunidade Suse Linux de Portugal (www.susept.com)
Mas a maioria dos utilizadores do opensuse, utiliza o smart (muito idêntico ao apt-get), pelo menos é assim na comunidade susept.

Em relação ao novo menu que vem com o openSUSE, trata-se apenas de uma questão de gosto pessoal, quem preferir pode utilizar esse menu, quem não gostar pode usar o menu tradicional e as barras que quiser. Alterar esses menus ou a barra é tão simples como clicar com o botão direito na barra e escolher as opções que se quer.

Cump!

Bruno disse...

Eh lá! Já me estão a tentar levar para o openSuse. lol

É uma distro a pensar, até porque não sei por quanto tempo mais estarei com o Ubuntu. Também tenho equacionado o gentoo, mas acho que ainda é muito hardcore para mim.

Bruno disse...

Depois do ilustre anónimo ter falado do meu artigo do webtuga e de ter falado do susept.com, fui dar uma espreitadela ao site e vi lá o meu artigo. hehe. Parece que gostam da minha escrita; só é pena ninguém me dar trabalho :'(

Anónimo disse...

Caro Bruno

Tenho a certeza que se der uma segunda oportunidade ao openSUSE não se irá arrepender ;)
Encontrará também no forum SUSEPT malta muito parreira sempre disposta a ajudar.

Se está á procura de emprego não desista, a persistência ainda é um grande aliado, só tem de acreditar no seu valor!

Cump!

Bruno disse...

@anónimo
Por favor trata-me por tu. Eu estou a fazer-te o mesmo, não por falta de respeito, mas porque a web permite isso e porque partilhamos uma paixão, o GNU/Linux.

A persistência é uma aliada, mas tem um inimigo: a "crise".

Talvez vá para o openSuse. Mas ainda estou um pouco relutante em mudar de distro, pelo menos para já. Bem, mas também o estava quando utilizava Windows; mas 2 semanas depois apaguei essa partição e voltei a instalar o ubuntu, agora com muito mais espaço. Vamos ver; só o tempo o dirá.

Anónimo disse...

O segredo do acordo Novell/Microsoft é revelado
http://www.noticiaslinux.com.br/nl1180489502.html

Bruno disse...

Li ontem, muito de fugida essas notícias. Elas vêm dar um pouco de razão à minha teoria "xfiliana" de que a Novell "tramou" a Microsoft.