quinta-feira, maio 17, 2007

BEM...

""The Free Software movement is dead. Linux doesn't exist in 2007. Even Linus has got a job today." Controversial statements from the head of Microsoft's Linux Labs, Bill Hilf.

Speaking on the last leg of a tour of Singapore, the Philippines, Malaysia, Indonesia and Thailand, Bill Hilf, more formally known as Microsoft's platform strategy director, was in the region to "be descriptive and intelligent in giving people an understanding of open source and debunk a lot of the mythology around open source."

He said that most customers run a distribution - RedHat, Novell, Suse or Mandriva. Most of the work on maintaining the Linux kernel is done by developers working for these distributions, he noted

"They are full-time employees, with 401K stock options. Some work for IBM or Oracle. What does that mean? It means that Linux doesn't exist any more in 2007. There is no free software movement. If someone says Linux is about Love, Peace and Harmony, I would tell them to do their research. There is no free software movement any more. There is big commercial [firms] like IBM and there is small commercial [firms] like Ubuntu," he said.

(...) Hilf described Microsoft's interest in open source as a business interest, without altruistic community love or with marketing campaigns to make you feel better. Rather, because 67 percent (ed: só contaram para você, né?) of the world's servers and over 90 percent of the desktops run Windows, open source developers are interested in running their applications on Windows and Hilf's role is to make sure that the Windows platform provides the features needed by these developers.

(...) Apache, MySQL and PHP (...) the "Visual Basic of open source.""

O desespero é tanto que já nem sabem o que dizem, ou melhor, nunca souberam mas agora está pior. Quando consegui parar de rir, a minha primeira reacção, ao ler esta prosa foi:

-Querias não é?

Após um momento de reflexão percebi o porquê destas palavras. Nada mais fácil. Aí vai uma pista:
Fonte: Bangkok Post

Ora, ora, Bangkok...

Ainda por cima depois de Singapura, Filipinas, Malásia e Tailândia!

Circuito e "tratamento" completo!

Man, não fumes disso que te dá cabo dos 7 neurónios e meio que tinhas!

pppppsssssstttt - um tão grande entendido e decerto superiormente informado, a tal ponto de frequentar um curso para trolls, ou seja "I spent a week in antitrust training to know exactly what the boundary conditions were,", deveria saber, que a tal pequena firma é a Canonical, nunca o Ubuntu...

Há coisas que toda a gente sabe mas que, pelos vistos, não são "ensinadas" nos calabouços de Redmondia.

(...) "be descriptive and intelligent"

2 comentários:

Bruno disse...

Ele tem a escola do Ballmer... Só lhe falta gritar "Developers, developers, Developers, developers, Developers, developers" hehe

Francisco Costa disse...

O Linux não existe em 2007 e o Windows deixou de existir em 1995, desde aí para cá tem sido só espécies de S.O.
Só vejo as declarações da MS de duas formas, ou falta-lhes informação e não sabem do que estão a falar, ou então estão a tentar agir na desinformação, isto é FUD...
O certo é que o mundo já não é o mesmo, há uma guerra entre o mundo que quer ter hipóteses de escolha e aqueles que pensam que podem impor os seus S.O.
O que reparo é que nesta guerra a MS perde porque:

- Ainda não vi a MS apresntar falhas graves do Linux, para convencer alguém que o Vista é mais seguro!
- A MS demonstra falta de conhecimento do que é a sua concorrência. A empresa Ubuntu, duh, não pescam nada do assunto!
- O uso recorrente a técnicas de FUD mostram algum desespero por parte da MS.