quarta-feira, fevereiro 20, 2008

AQUI HÁ GATO...

Se lhes colocassem dois portáteis lado a lado um com Ubuntu e o outro com o Me2 Home Premium e lhes dissessem que o Ubuntu tem 512 MB de memória, disco de 80 GB contra o Me2 que tem respectivamente 1 GB e 120GB o que é que diriam?
Que o Ubuntu era muito mais barato que o Me2, não é?
Pois, mas não é ou melhor, a Dell pensa que não é. O Ubuntu era mais caro £20 do que o Me2 com a agravante de ter umas especificações inferiores.
Neste momento, o Ubuntu é mais barato £20 mas mantém piores especificações.

O que é que se pode pensar!?
1. Alguém anda a inflacionar o preço do Ubuntu;
2. Alguém anda a pagar para "vender" aquela coisa que dizem ser um SO;
3. Alguém deu uma palavrinha ao patrão da Dell para colocar o Ubuntu na prateleira;
4. O Me2 não é para entrega imediata enquanto o Ubuntu é;
5. Pensando bem no ponto 4. deviam ser umas máquinas fracas que não correm o Me2 mas que estão perfeitamente à vontade com o Ubuntu;
6. O Ubuntu já vem com tudo enquanto o outro tem que ter uns novos investimentos.

E por aí fora.

Pela minha parte voto no ponto 2. sem qualquer hesitação.

Mais uma excelente oportunidade para alguém se queixar à UE por tratamento privilegiado da Dell face aos outros concorrentes. Ninguém me venha dizer que a M$ até pode oferecer aquela coisa mas mesmo assim isso não justifica a diferença de preço. O que está em causa é que isto é uma manobra bem orquestrada por parte das amigas Dell e M$.

2 comentários:

Francisco Costa disse...

Alguém paga a DELL para ter no site a dizer que a DELL recomenda Genuine Windows Vista.
No entanto dei uma vista de olhos ao portátil DELL XPS M1330 com Ubuntu por $954 e com Linux por $999 e ambos com as mesmas características. A DELL anda a ver se ganha uns trocos de dois lados. Vai agradando a gregos e troianos. Também ninguém pode impedir a DELL de por o preço que quiser no Ubuntu, todos sabemos que vale mais que o Me2.

Cafonso disse...

Tendo em conta o valor para o utilizador final como o Ubuntu já traz uma série de aplicações (que elas possam ser gratuitas além de se poder ver o seu código), dizia eu, o valor para o utilizador final é maior, pelo que pagar mais por ter uma coisa gratuita até pode fazer sentido.







(ah! ah! ah!)