quinta-feira, setembro 04, 2008

GOOGLE - ANJO OU DEMÓNIO?

Google Chrome - mal acabado de sair e logo confrontado com algumas clausulas infelizes no EULA.
Qual a solução?
Deixar andar uns 30 anos ( ou mais...) ou emendar imediatamente o mal?
Nem 24 horas tinham decorrido e o EULA do Google já não contém as tais clausulas que poderiam ofuscar a "liberdade".


"11. Content license from you

11.1 You retain copyright and any other rights you already hold in
Content which you submit, post or display on or through, the Services.""


Ontem à noite, depois de uma leitura atenta ao modelo de licenciamento do Chrome pensei cá com os meus botões:
-Esta coisa não faz sentido. O Chrome é distribuído com uma licença BSD e depois vem com uma coisa destas?
Não pode ser!
Ainda tentei informar-me do que é que prevalecia mas nem deu tempo de andar a navegar à procura de informação já que o EULA tinha sido corrigido.

É assim que funcionam as coisas no mundo da liberdade.

1 ponto a favor das asinhas...

5 comentários:

xicofixas disse...

:D

Francisco Costa disse...

Afinal o Google controla ou não o que se passa na internet?!
Claro que controla! E de uma forma tão rápida e eficaz que em algumas horas chegou-lhe aos ouvidos o que se dizia do EULA que foram logo a correr para alterá-lo.
Eles não dormem em serviço, e eles estão de serviço 24hx7.
Nem procuraram desculpas esfarrapadas para justificar o documento, alteraram-no e ponto final.

jocaferro disse...

É. Foram bem rápidos. :D

Porém, nesta rapidez toda acho que vou ficar sem saber como é seria o confronto entre o que dizia o EULA e a licença BSD. Só para referência futura, claro.
Pode ser que alguém se lembre de levantar este assunto para o pessoal ficar informado.

@braço.

Xavier Bruyn Orkall disse...

Boas jocaferro.

Antes demais parabéns pelo blog. Apesar de muitas vezes não concordar contigo, o teu blog é excelente.

Estou a experimentar este Google Chrome (não gosto do nome...) e até agora estou a gostar. Claro que não vou deixar de usar o Opera (que uso em 70% do tempo) nem o Firefox (que uso no restante tempo).

Contudo as coisas mudam e nunca se sabe se amanhã não vou utilizar o Chrome como navegador principal. por exemplo, quando comecei a utilizar a internet (já faz tanto tempo...) usei o Opera porque era, e é, o navegador padrão da empresa onde trabalho. No início acedia a praticamente todos os sites que precisava para trabalhar. Com o tempo começaram a surgir sites que não funcionavam muito bem no Opera e esta tendência mantêm-se. Julgo que daqui por uns anos não será possível utilizar o Opera como navegador padrão.

A culpa? Essa é fácil, hoje em dia qq pessoa "faz um site"... Mas as coisas pioram quando determinados sites de topo, no ramo em que eu trabalho, agora só funcionam decentemente com IE, quando antes não existia qq problema com outros navegadores. É a evolução ao contrário.

Existe um conhecido portal de construção civil que só funciona com Windows e com IE, mesmo com a extensão para o firefox IEtab (consegue-se entrar mas fica todo desconfiguardo). Com Linux? Nem pensar... Resultado, em casa vou ser obrigado a instalar Windows só para fazer os meus "TPC's"

Só de pensar que a empresa paga mais de 2.500,00€ anuais para fazer parte deste portal dá-me naúseas!!!

jocaferro disse...

"A culpa? Essa é fácil, hoje em dia qq pessoa "faz um site"... Mas as coisas pioram quando determinados sites de topo, no ramo em que eu trabalho, agora só funcionam decentemente com IE, quando antes não existia qq problema com outros navegadores. É a evolução ao contrário."

Exactamente, evolução ao contrário.
Cada vez se assiste mais e mais "sites" fora da Norma quando se deveria estar a caminhar em sentido contrário.
O IE8 poderia mudar muita coisa mas a tentativa de agradar aos "fazedores" de sites parece estar a falar mais alto.
Vamos lá ver o que se irá passar.

De qualquer modo, o aparecimento do Chrome irá obrigar os outros a uma profunda alteração dos métodos e, na minha opinião, iremos assistir nos próximos 2 ou 3 anos a uma profunda alteração na forma de navegar neste mundo virtual.

@braço.

PS: Obrigado pelas amáveis palavras.
Lembro-me do teu blog principalmente do teu último post mas ficou parado. É pena. Apesar do pouco conteúdo nota-se o potencial.