sexta-feira, setembro 26, 2008

OPEN SOURCE POWER

IRON.
Um CHROME "No Phone Home".

O Chrome "passa" informação para Google?
Abre-se o código, extrai-se a parte malévola e eis uma versão livre de "telefonar" para Google e mandar as nossas informações mais confidenciais, principalmente aqueles sites didácticos que usualmente tem uns XXX como complemento ou ainda para aqueles tipo "Baía dos Piratas"...

É este o poder do Software Livre e Aberto.

PS: Experimentem fazer isto com o fechado...

PS 2: Ferro?
ok. Está certo.

5 comentários:

António Lima disse...

Já tava a demorar que alguém fizesse um garfinho do Chrome. Espero que apareçam debs em breve pa testar :)

Anónimo disse...

então e não há versão para Linux? O poder do Software Livre e Aberto está a falhar.... Até estes estão a se cagar para o Linux....

jocaferro disse...

Este anónimo é mesmo tapado. Coitadinho, compreende-se...

Mas, para que fique com um pouco mais de informação:
- Tudo o que vem para Linux é sempre do melhor que há e completo;

Ou seja, a merda vai para os utilizadores do Windows que é o que eles merecem.
E no caso do Chrome, os utilizadores do Windows tem ali uma bela merda.
Que te faça bom proveito, ò tapado.

Para além disso, a frase Software Livre e Aberto diz tudo - como o Chrome não é livre nem aberto, o poder não anda a falhar coisa alguma e não precisamos dele para nada. Mais uma belo pedaço de merda para acompanhar o anterior. Mais uma vez que te faça bom proveito à sobremesa, ó tapado ao quadrado!

Portanto, nunca cagues para o ar, principalmente contra o vento, que a merda vai direitinha para o remetente.

Anónimo disse...

"Tudo o que vem para Linux é sempre do melhor que há e completo"

ai ai não me faças rir...

"E no caso do Chrome, os utilizadores do Windows tem ali uma bela merda"

então vai reclamar ao ppl do Google se achas assim...

"o Chrome não é livre nem aberto"

http://dev.chromium.org/developers/how-tos/getting-started

"nunca cagues para o ar, principalmente contra o vento, que a merda vai direitinha para o remetente"

estou a ver que tens experiência nessas coisas nojentas... Mas ok eu vou seguir o teu conselho e nunca fazer isso :D

jocaferro disse...

"ai ai não me faças rir..."
É como os putos da primária - riem-se dos outros apenas para esconder a sua própria ignorância. Assim, fico muito satisfeito que dê para rir.

"então vai reclamar ao ppl do Google se achas assim..."
Não é preciso reclamar. Os utilizadores ditam a lei e neste momento após o boom inicial quantos utilizadores o usam!?

"http://dev.chromium.org/developers/how-tos/getting-started"
Em termos de licenciamento o que é que o Chromium tem e ver com o Chrome!?
Por acaso ando há umas semanas a estudar o Chromium e o que me saltou imediatamente à vista (urghhh!) foram as enormes quantidades de binários do Windows. Na altura estive para mandar tudo o que indicava ser proprietário para o lixo mas nem sequer foi preciso já que o pessoal do Google se encarregou disso e disponibilizou para o pessoal do mundo livre os sources sem as ratoeiras da M$.

"estou a ver que tens experiência nessas coisas nojentas... Mas ok eu vou seguir o teu conselho e nunca fazer isso :D"
Tenho uma enorme experiência nessas coisas nojentas principalmente devido ao facto de ter andado cerca de 12 anos viciado em M$. Felizmente consegui vencer esse vício pelo que agora respiro melhor ao ar livre contrariamente ao que acontecia no confinado e bafiento ambiente fechado das janelas.

Agora que se encontram respondidas algumas questões:
- A liberdade não se encontra dependente de empresas por muito livres elas sejam.
De quem o mundo livre e aberto precisa é da comunidade. É essa a força que nem o poder dos $$$ do monopólio poderá travar nem tampouco os desejos de Google e afins. Mudar de prisão não é o objectivo de alguém que quer ser livre.

Tudo o que é verdadeiramente livre tem que ser independente. E é essa independência que faz com que hoje possamos estar aqui a discutir esses assuntos sem estar a pagar imposto a algum monopólio nem tampouco estar sujeito aos caprichos de alguma corporação. Este é um dos grandes triunfos o modelo livre aa Internet conquistou às empresas tipo AOL e a própria M$, através do seu ego-mor, quem vaticinou que a Internet livre e aberta não tinha qualquer futuro o qual teria que passar por ter um dono que orientasse o caminho. É óbvio que o "dono" seria o Sir Gates III.

Como já coloquei aqui anteriormente, o software livre e aberto está presente em tudo o que fazemos hoje em dia e de facto o "Linux" é a pedra basilar. Este é que é um facto indesmentível e pode custar a muita gente engolir sapos vivos mas que os tem que engolir, ai isso tem.