quinta-feira, outubro 30, 2008

ESTA É PARA AQUELES QUE AINDA FALAM EM CUSTOS DE SUPORTE!

- "Open Source desktops are far cheaper to maintain than proprietary
desktop configurations,"
";
- "Yet we spend only one thousand euro per desktop per year. That is far
lower than other ministries, that on average spend more than 3000 euro
per desktop per year."
"

E agora a cereja em cima do bolo:
-"The biggest hurdle proved to be to convince the two hundred IT workers
a the ministry. "Their issues were not technical. They just did not
know anything about Linux and Open Source and we had to change their
views. We took all of them on a crash course of using Linux servers and
configuring Apache. There they discovered that it works."
"

E onde é que isto se passa?
Alemanha!

Provavelmente ninguém no governo português sabe alemão...

Resto da notícia aqui.

Pois como se pode ler, lá cai por terra a velha e perniciosa concepção que certos tendenciosos continuam a proclamar em alto e bom som. Cair por terra é pouco talvez exterminada se ajustasse melhor!
É que se trata apenas de 3 vezes mais!
300%!

E de onde é que saem estes 3x ou 300%?
Já toda a gente deverá saber, não é?

E para onde vão os 200% adicionais?
Também toda a gente sabe para onde é que vão, não é!?

Tenho por aqui um comentador (não tanto) anónimo que fica todo excitado com estes milhões que se atiram ao lixo. Como se esconde por detrás de um proxy livre, decerto terá uma motivação diferente dos restantes contribuintes mas lá deverá ter as suas razões muito específicas!

Para todos os outros que se preocupam com o esbanjamento dos nossos impostos em prol de um monopólio já julgado e criminalizado, fica aqui um pequeno resumo das vantagens do Software Livre e Aberto:
- Para além de pouparem cerca de 200% ainda contribuiu para a formação de técnicos "in-house" evitando deste modo a saída de capitais para alimentarem não se sabe bem o quê ou quem.

Apesar de não ter sido focado, a formação de pessoal "dentro-de-portas" pode ainda contribuír para a "exportação" do modelo podendo desta forma aliviar ainda mais os encargos com esta solução ou mesmo lucrar com a implementação deste mesmo modelo em outros locais. De outra forma, ficava-se apenas com uma equipa de 200 técnicos TI completamente amarrados às grilhetas da vontade alheia.

Para finalizar, gostaria de fazer notar este ponto muito importante:
- Dos muitos milhões que se gastam em "novas tecnologias", em cada 3 euros gastos 1 destina-se às necessidades reais enquanto os outros 2 servem apenas para engordar a carteira de alguém sem que traga qualquer benefício para os cidadãos. Pior ainda quando muitos destes milhões servem para encher a carteira de uma empresa já julgada e considerada culpada ou seja, criminosa e que através de estratagemas pouco claros ainda não pagou um cêntimo da multa aplicada.
Numa época de graves problemas financeiros e económicos, andar a esbanjar dinheiro desta forma tem que se lhe diga!

2 comentários:

The Dark Rider disse...

Boas jocaferro. Esses "IT Workers" devem ser do piorzinho... Não sabiam nada de Linux!? F*%#-se até o teu Astroturfer percebe um bocadinho de Linux :)

jocaferro disse...

Eu sei quem é o meu comentador anónimo e posso desde já dizer que não percebe nada de "Linux".
Zangou-se com o Ubuntu porque tem um portátil Fujitsu Amilo e não conseguia colocar a placa gráfica a trabalhar como devia ser.
Pode ser que ainda faça uma colectânea da troca de sugestões dadas e das respostas dele para que se perceba bem o que eu estou a dizer.

@braço.