quarta-feira, maio 21, 2008

MAIS!?

Logo pela matina, ouvi nas notícias que o Sr. Presidente da República Portuguesa, Sr, Dr. Aníbal Cavaco Silva, quer (leia-se deseja) mais investimento nas Tecnologias de Informação.

Provavelmente poderá ter alguma razão mas deixe-me dizer-lhe Sr. Presidente que o problema não está no MAIS mas sim no MELHOR pela que o seu desejo deveria ser MELHOR investimento nas Tecnologias da Informação.
A título de sugestão poderia fazer uma análise aos milhões já gastos e qual a maior valia deste investimento. Penso que não será necessária uma análise muito profunda para chegar à conclusão que esses milhões apenas andaram a engordar o porco.

A título de exemplo poderia citar o recente acordo que a África do Sul celebrou com o Brasil em que técnicos brasileiros vão colocar todo o know-how à disposição dos sul-africanos. Repare-se neste pequeno pormenor do Brasil que há menos de uma década era um país que nem sequer se falava, nos campo das TIC, e hoje em dia é um dos países do topo mundial.
E como é que os nossos irmãos brasileiros conseguiram esta proeza?
Investiram em força no Software Livre e Aberto.

Por isso, Sr. Presidente, para a próxima peça mais algumas opiniões antes de falar em "mais" e talvez chegue à conclusão que "MELHOR" é realmente a palavra adequada.
Mais uns milhões apenas servirão para continuar a encher os bolsos de quem até agora não cumpriu nada do que prometeu como por exemplo a criação de milhares de postos de trabalho tão habilmente publicitados aquando do acordo da M$ com o governo português. Aliás gostaria de saber o que é que esse "choque (não) tecnológico" deu ou está a dar já que as informações acerca deste assunto andam muito veladas e das duas uma:
- ou a informação não anda a ser convenientemente distribuída;
- ou, a exemplo do Class Server, não está produzir qualquer efeito.

O governo prepara-se para comprar computadores à escala de dezenas (centenas?) de milhar. Sei que o não tem qualquer poder para isso mas se o Sr. Presidente da República Portuguesa fizer o favor de dar uma vista de olhos ao Caderno de Encargos e comparar com situações análogas que aconteceram no Brasil, talvez possa retirar daí para onde se estão a dirigir os milhões sacados ao (agora pobre) povo português.

2 comentários:

Francisco Costa disse...

Joca, andas a discursar para os peixes... Quantos são os políticos que achas que se preocupam com a qualidade, eles preocupam-se somente com valores. Eles gostam de dizer: O governo investiu X milhões de euros na Educação, mas não se preocupam se os milhões são investidos para melhorar a qualidade. Aposto que se a preocupação fosse a qualidade a história seria outra, haviam sectores cujos orçamentos seriam diminuídos porque pura e simplesmente o dinheiro é mal investido.

mjmc disse...

Não podia estar mais de acordo, para os milhões que se investem não se vê nada... as vezes preferem um p3 com XP do que um C2D com ubuntu, já agora não esquecer o projecto E-escola onde o governo ofereceu as licenças 3g em troca de algo(portáteis com Internet) que só vale a pena para quem tem escalão A porque de resto mais vale comprar um portátil.