quarta-feira, maio 28, 2008

PATENTES!?

NÃO. OBRIGADO!

Mais uma acha para a fogueira...

Ficam todos avisados:
- QUEM COLOCAR UMA IMAGEM COM UM LINK PARA OUTRAS PÁGINAS VAI SER PROCESSADO PELA VUESTAR TECHNOLOGIES!

Calculem que os gajos tem razão!

Vuestar, olha-para-mim:



Por enquanto a Europa ainda está livre de merdas destas mas há para aí alguns vendidos que continuam a tentar impor esta porcaria.

4 comentários:

Francisco Costa disse...

Patentes, que raio de invenção...
Percebo o principio das patentes, alguém gasta do seu próprio dinheiro, tempo e neurónios para inventar algo inovador e no minuto seguinte aparecia um Zé da esquina e roubava-lhe a ideia, seria mau...
O que está mal com as patentes é que por vezes sub-produtos são patenteados como inovações e os prazos das patentes são absurdos, existem patentes que duram até 20 anos.

Cafonso disse...

Viva, José,

Será que o Galileu teria patenteado o telescópio?
Será que o Hilbert teria patentiado os Seus Espaços?
Será que se pode obter patentes para coisas treviais ou patentear matemática?
Não sei nada quanto à primeira pergunta, quanto à segunda sei que não patenteou, quanto à terceira parece estar a caminho ao abrigo de um acordo internacional de que pouca gente sequer ouviu falar estar a ser negociado.

Abraço José!

brunomiguel disse...

Em Portugal, parece que querem alargar o "scope" das patentes: http://www.i-gov.org/index.php?visual=1&article=6829

jocaferro disse...

Já tinha lido o teu comentário no Software Livre.

Não ligo a tolos. Olha bem para a fotografia e perceberás o que estou a tentar dizer.

O gajo mistura tudo e vai uma confusão naquela coisa que ele chama de cabeça.

"Manuel Lopes Rocha
, advogado da PLMJ, que realçou a urgência e importância da questão das patentes de soluções desenvolvidas pelas entidades da Administração Pública, Central e Local"

Mais à frente:
"Sim, há uma lei do software e há que seguir as regras que estão nessa lei."

Eu sei que os advogados são uns ratos mas não percebo a causa e efeito da suspirada existência de patentes se há uma lei que protege o software!!

A Autodesk era um dos patrocionadores...
A M$, além de patrocionadora, também esteve presente a botar faladura...
Assim, fica mais fácil de perceber, não fica!?

"Os Creative Commons e o open source são duas iniciativas que atiram ao coração do direito de autor e, curiosamente, quando têm problemas é a ele que recorrem. São iniciativas que, de alguma forma, contestam o direito de autor."
Não poderiam defraudar as expectativas da M$, pois não!?
É assim mesmo meus meninos não mordam na mão que vos dá o osso...
Já agora abanem a cauda e rebolem...

@braço.